O que basta...


Para meu coração basta teu peito
para tua liberdade bastam minhas asas.
Desde minha boca chegará até o céu
o que estava dormindo sobre tua alma.

Pablo Neruda

0 Falas das existências...:

    Busca