Despedida...

“Se me esqueceres, só uma coisa,
esquece-me bem devagarinho...”

(Mário Quintana)

Vai, pode ir
Fecha a porta
Sei que não tem volta
É dolorido seu partir

Tudo passa
Nao vou nutrir esperanças
Coração também se cansa
Paciência basta

A trama continua
Recolho meus retalhos
Reparo a vida com remendos
Agora é cada um na sua

Talvez amanhã
365 dias virão
Inverno, verão
Quero primavera em minha vida
J.C.Carvalho

Aos amigos...


O percurso da vida nos presenteou com a roda
Firme, forte, segura, coesa, fechada...
Assim começa a amizade,
Numa simples brincadeira!

Uma roda em casa, família em roda,
Lar de amigos!
Uma roda na escola, na rua...
A esfera vai se ampliando e temos um circulo!

Que bom saber que você está no meu círculo
Estável, potente, brando, intenso, ligado...
Assim se eterniza nossa amizade
Brincadeira que vale a pena!

Mesmo crescidos pulamos nossas cordas
Pega-pega, esconde-esconde,
A ciranda da vida vai girando...
Em suas mãos encontro abrigo
J.C.Carvalho

PS.: Aqui vai uma simples homenagem ao meu círculo de amigos, aos que permanecem, aos que ficaram, tornam minha caminhada mais suave e fazem a diferença na minha vida. Não quero ser injusto em citar nomes e correr o risco de esquecer alguém, você que me visitou sinta-se visitado, abraçado...
Feliz dia do amigo!!

Desabafo...

Lamento, vou passando por aqui...
Fiz o que pude
Mudei de atitude
Mas já desisti

Lamento não mais lamentar meu lamento
Se fiz foi por gosto
Volto agora o sorriso no rosto
Quero a vida sem tormento

Insônia
Perturbação
Inquietação
Palpitação

Viver são, esse é o destino e o limite!
Tempus fugit!! A vida é urgente!!
Bola pra frente!!

J.C.Carvalho

Desordem...

Se eu soubesse...

Talvez teria escrito cartas,
Calculado minhas palavras
Abraçado mais forte
Me embriagado com teu cheiro
Olhado os teus olhos
E contemplado sua beleza

Talvez tivesse feito tudo diferente
Talvez não teria sido eu...

A grande confusão começou quando se tentou encontrar explicação

Ah se eu soubesse...

J.C.Carvalho

Vácuo...


Estou cheio do vazio que vem de ti...


Desocupado de tua alma não encontro abrigo
Abandonado por tua mão espero amparo
Descuidado de teus cuidados procuro ombros
Esvaziado de tua presença tenho espaço vago


Coração precisa ser povoado e
Nas mãos o vazio...
J.C.Carvalho

    Busca