Do céu pra mim...

Imagem: Deviantart
Houve uma época enquanto era criança em que eu admirava o pôr-do-sol,
esperava o brilho da primeira estrela pra fazer meu pedido
e acreditava.
Hoje sigo acreditando
e apreciando a beleza da primeira estrela...
J.C.Carvalho

E põe suas estrelas no azul
Pra que mudar?
Deixa eu brincar de ser feliz!
(Marcelo Camelo)

Dois pesos, duas medidas...

Imagem: Deviantart
Como artefato em oferta o amor se exibe
Quem o encontra se dispõe a pagar o preço
Ambicioso, persuasivo e interesseiro, oferece adereços
Não há nota fiscal que confirme

Aprovada a aquisição não há devolução
Apresenta defeitos? Trocas não são permitidas
Atendimento ao consumidor é ilusão
Embalado pra presente, escolha definitiva

E há quem se arrisque neste mercado
Freguês modesto perde o juízo
Que atire pedra quem não foi tapeado
Amar é também ter prejuízos
J.C.Carvalho

Amargos deleites...

Imagem: Deviantart
Um belo dia tive um encontro com Morpheu
Entre símbolos, ícones e sinais
Ele me disse: toma que o filho é teu!

Meu? Logo eu disse...
Sim! Ofereço-te porque sonhas
Não sejas ingrato, aceite de bom grado;
Pesadelos podem ser bons.

Devaneios às vezes são belos
Fantasias permeiam os contos
Era uma vez tem três pontos
Final feliz sem tormentos

Pensei... onde está o meu?
Mundo encantado que não aconteceu
Durmo pobre e acordo plebeu
Sem fada, varinha, princesa ou o que quer que seja!

Não há mau sonho em que não se acorde, disse Morpheu.
Há que se provar o fel, pra saborear o mel.
O doce da vida está por se descobrir.
J.C.Carvalho

Imprudente conjuga-ação...

Imagem: Deviantart

E se não bastasse te lembrar...

Encontrar
Sentir
Pensar
Enternecer
Recordar
Almejar

Ainda conjugo-te nos meus verbos
Em todos os meus tempos
Quiçá fosses pretérito perfeito, mais que perfeito.
És presente, de futuro inconseqüente.
J.C.Carvalho

Aos meus fiéis escudeiros...

Imagem: Junior Franch

Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer,
mas pela pupila.
Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero resposta, quero meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Quero os santos, para que não duvidem das diferenças
e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.
Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade
sua fonte de aprendizagem,
mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto;
e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou.
Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.
Oscar Wilde

Aos que não desistem, persistem
Aos que prevalecem, permanecem
Aos verdadeiros, os que ousam... ser
Amigos são autênticos, sem meio termo
É, ou não!

Feliz dia do amigo!
J.C.Carvalho

Entre fábulas e contos...

Imagem: André Miguel

Sem rodeios vou ao ponto
De conversas combinadas
Saímos ao encontro

De roteiros descabidos
Tristes, envaidecidos
Mexicanos, repetidos, mais um bis?

Amor de novela
De novo, ela?
To precisando de um final feliz
J.C.Carvalho

Delito...

Imagem: J00jim

A lua foi testemunha
Do crime que aconteceu
Um beijo roubado
Meus lábios agora são seus

J.C.Carvalho

E aceita

O que seja seu

Então deita e aceita eu...

(Marisa Monte)


Amor infindável...

Imagem: Roberto Rogato

Hoje o dia amanheceu diferente, uma dor atualizada em meu peito. Dez anos se passaram, no seu lugar só ficou saudade. Lembro-me muito bem da voz desesperada de minha irmã ao telefone: pai morreu... Meu mundo acabara ali, o chão sumiu, voz me faltava, sobravam lágrimas. O grande homem, meu herói, lutou bravamente até o fim e não conseguiu vencer essa batalha; e não era faz-de-conta... Não há palavras que suprimam a dor da morte, porém, ela é a única certeza da vida.
Ainda me lembro do seu cheio, do olhar, daquele último abraço num leito de hospital. Ficaram registradas suas marcas em minha alma, impressos seus cuidados, carinho; saudade daquela época em que meu mundo se findava no afago dos teus braços, meu porto seguro. Sinais que em mim ficaram impregnados, estampados e que resultam no que sou. Saudade é o amor que fica e o meu é eterno! Te amo muito!

J.C.Carvalho

“O poeta é um fingidor.

Finge tão completamente

Que chega a fingir que é dor

A dor que deveras sente.”

Fernando Pessoa

Hoje essa demanda é minha, essencialmente minha...

Final do jogo...

Imagem: Joana Orêncio

Tomaste posse
Lançaste sorte
Ganhou agora leva

O que é meu é seu
Ou poderia ser
Basta querer

De minha parte eu sei
Não sei da sua
Parte!
J.C.Carvalho

"É bom as vezes se perder
sem tem porque sem ter razão..."
Marcelo Camelo

Um ano de blog!

Foto: Allison Pavani

Entre presenças e ausências (as minhas claro),

quero agradecer imensamente

aqueles que passaram por aqui,

deixaram expressos os seus pensamentos,

registraram sua visita.

Gravaram aqui um pouco do retrato de sua existência,

expressaram o seu modo de “ser-no-mundo”.

Sempre grato!

Prometo ser mais presente!!

J.C. Carvalho

Doce paladar...


Descansa tu que dormes
Nem sabes que também estou com a luz apagada
Porém, de coração aceso

Caminhar a ti é andar no escuro
Sem rumo, me perco nos muros
Adentrei seu labirinto

Eu invasor ou invadido?
Arrastado sei que fui
Submerso, mergulhado, iludido

Pra esquecer não basta querer
O que se perde vai, o desejo permanece
E o coração padece

Tua falta, ausência, lacuna, carência
De tudo não me sobra coisa pouca
O melhor a recordar desse mundo:
O sabor de sua boca
J.C.Carvalho

Das lembranças que eu trago na vida
você é a saudade que eu gosto de ter
Só assim, sinto você bem perto de mim
Outra vez...
Do Rei / Isolda

Arquitetura imperfeita...


Eu colho pedras...
Vou te construindo dentro em mim
A cada pedrada tu te firmas
Eu me firmo
Me afirmo!

Te construir em pedra bruta
Bruta, com todas as lutas
Aceito as tacadas
Sua forma inacabada
Se edifica abalada

Solo bom te ofereço
Terreno que não tem preço
Aluguel ou mesmo imposto
Te recebo com gosto
Que fazer se preferes o poço?
J.C.Carvalho

"Pedras no caminho? Guardo todas,
um dia vou construir um castelo..."
Fernando Pessoa

Levantar vôo...


Dia desses me deparei com uma cena interessante:
Caminhando pelo parque vi uma criança acompanhada de seu pai,
preparando o vôo de uma pipa.
O pai segurava a linha e o menino segurava o papagaio,
tomando distância para que o pai pudesse lançar o vôo da mesma.
O protetor indicava-lhe a direção do vento e dizia:
“Vai mais pra trás! Ergue a pipa, solta!” O garoto assim o fez.
Ao ver a pipa no céu o guri se maravilhava do feito,
radiante de felicidade falava:
“Nossa ela sobe muito alto, como ela vai longe!”
Tal fato fez me recordar a infância,
da mesma forma também soltei pipa com meu pai.
Engraçado é hoje pensar nas delicadezas da vida
e reparar nas metáforas que nos constroem.
Se meu pai não tivesse segurado a linha,
me indicado a direção do vento
e por tantos outros feitos me trouxesse a garantia de tempo bom,
talvez hoje eu não voasse tão seguro por onde o vento me leva...
J.C.Carvalho


Quem não sabe dar
valor pra essas coisas
ter um lar é um tesouro...
(Ziza Fernandes)

Des-lumbramento


A cada dia que passa
Persigo-te
A cada hora computada
Quero-te
A cada minuto contado
Espero-te
A cada segundo que me resta
Desejo-te
E me perco,
No vazio da ilusão...
J.C.Carvalho

*PS: Look into your heart and you'll find love, love, love

Des-esperança...


Ele sabia que não ia dar certo, porém continuou confiante;
O desejado está com o desejante, vale à pena ir adiante?
Assim ele esperou, nada saiu conforme o almejado.
Sonhos, desejos, mãos e toques.
Rompidas as expectativas tornou-se frustrado.
Essa é a realidade da vida, quais são as probabilidades e perspectivas?
Não dá pra esperar muito do vazio.
Vazio que é imenso, escuro, frio e tenebroso.
Doloroso desalento, abraçar a desesperança.
Caminhando assim a vida cansa e se lança
A ver o mundo como criança.
J.C.Carvalho

*PS: Love is a losing game... Salve Amy

Interrogatório...


Interrogação
Interroga-ação, Porque?
Um símbolo que faz perder a noção
Interrogação

Duvida, pergunta, questionamento
Vem de fora e vem de dentro
Não passa como o vento
Em vezes se esclarece com o tempo

Inquirir, investigar, indagar
É o que faz a vida andar!
O mundo não pode parar

Ícone que move a ciência
Faz perder a paciência
Tira o sono e a decência
J.C.Carvalho

*Ps: Seria fácil ter todas as certezas do mundo... quimera!

Precipitação...


Nuvem negra se aproxima
Tempestade anunciada
Mudança climática em minha vida
Vento soprando, muita água derramada

Trovões, raios e relâmpagos
Parecem clarear a minha estrada
Esbravejam, estremecem, alumiam
Água molha a terra, vida encharcada!

Chuva cai forma enxurrada
Nas ruas vejo poças
Lembro-me das minhas fossas
Poças, fossas, quem gosta?

Vida instável que se precipita
Enxurrada leva impureza da lida
A bonança vem e restabelece
E como sertanejo em louvor agradece
A vida floresce...

Chuva caia fora e dentro
Mas caia... e como caia!


*PS: Escreví em 10/11/2009, por hora atual. Chuvas internas... Chover é verbo?

Tô voltando...


2009 abriu a Janela

Pra que a primavera de 2010 pudesse entrar...

    Busca