Despedida...

“Se me esqueceres, só uma coisa,
esquece-me bem devagarinho...”

(Mário Quintana)

Vai, pode ir
Fecha a porta
Sei que não tem volta
É dolorido seu partir

Tudo passa
Nao vou nutrir esperanças
Coração também se cansa
Paciência basta

A trama continua
Recolho meus retalhos
Reparo a vida com remendos
Agora é cada um na sua

Talvez amanhã
365 dias virão
Inverno, verão
Quero primavera em minha vida
J.C.Carvalho

5 Falas das existências...:

Talita Prates disse...

Já reparou
que o que a gente mais faz
é reparar a vida com remendos?
Repara! Repara!

Viva a pedra no meio do caminho!
É por ela que crescemos!

Bjo grande, Grande!
:)

[ rod ] disse...

A vida passa e as lembranças, meu caro, afloram a cada novo cheiro.

Abs




Novo dogMa:
há gosTo...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Leonardo Campos disse...

Cara, isso da música.

Visite o meu blog
wwwapostoladoshema.com

Éder Souza disse...

Grandes passagens, pequenos versos... uma vida imediata... perdas que nos dão garantia de recomeço.
Vc é especial.

Julio César Carvalho disse...

Eita!! Que demora pra responder hein!!

Talita: Qtos remendos né? Vida cheia de costuras e reparos... Haja pano pra tapar tantos buraquinhos, furos, rasgões!!
Entre pedras e remendos firmamos o caminho!! Bjo gde!!!

Rod: As lembranças estão aí, a cada recomeço os perfumes se renovam!! Vlw pela visita!!! Abraço!!

Nadin: Nego!! Tô podendo assim não... música? Um dia eu chego lá, ainda falta o principal: aprender a musicar.. hehehe to longe disso.. Vlw!! Abraço!!

Eder: Varias passagens, diversos caminhos, idas, voltas, encontros, recomeço... O futuro nos presenteia com grandes possibilidades!! Vlw!! Vc é show!!
Gde abraço!!

Obrigado a todos!!

    Busca